Cultura

Investir em cultura é uma parceria que ajuda o povo de São João da Mata a ter o objetivo de manter viva a consciência que a sociedade humana tem do próprio passado, ou melhor do seu presente, ou melhor, de si mesma. É um movimento coletivo, sistema de ideias vivas que cada época possui, não se herda, conquista-se.

"A cultura não deve sofrer nenhuma coerção por parte do poder, político ou econômico, mas ser ajudada por um e por outro em todas as formas de iniciativa pública e privada conforme o verdadeiro humanismo, a tradição e o espírito autentico de cada povo."
(Papa João Paulo II)









Eventos

Mês de fevereiro: Aniversário da cidade: 17 de fevereiro

Mês de junho: Festa do padroeiro São João Batista: 24 de junho

Mês de setembro: Festa de Nossa Senhora do Rosário


Biblioteca Municipal Professora Maria Auxiliadora Vilhena Costa

Criada pela Lei Municipal nº. 348 de 24 de abril de 2006
Nomeada pela Lei Municipal nº. 387 de 17 de março de 2008

“um país se faz com homens e livros”.
Monteiro Lobato


Realmente não importa o motivo que nos faz abrir um livro. Se buscando divertimento ou um instrumento de transformação e de aperfeiçoamento; ou, ainda, se esperando que o livro seja um veículo de análise e de crítica em relação à sociedade e à vida. Importa que abramos os livros. Seja para embarcar em uma história de aventuras, seja para lutar ao lado de super-heróis, para amar personagens e se identificar com elas, para buscar conhecimento ... ou para sonhar.

Enfim, como diz Luiz Fernando Veríssimo:
“Ler um bom livro faz-me sentir novo em folha”





















Banda Marcial "Tom da Mata"

BANDA MARCIAL “TOM DA MATA”
(BANDA MARCIAL INFANTO-JUVENIL DE SÃO JOÃO DA MATA)
1994

A Banda Marcial de São João da Mata teve seus primórdios em agosto de 1994. Sua primeira apresentação ao público se deu em 07 de setembro de 1995. Nasceu pequena, com instrumentos de percussão doados pelo então Deputado Simão Pedro e num constante esforço do seu instrutor, Reginaldo Firmo Martins, que vem realizando um bonito e reconhecido trabalho no município, cujas manifestações culturais e musicais são muito apreciadas pela comunidade são-joanense. A então Fanfarra Municipal ao longo dos anos recebeu apoio de várias administrações, indo se apresentar em cidades vizinhas e causando grande encantamento em todos, enriquecendo e valorizando os talentos de jovens e crianças.

O último uniforme usado pelos integrantes da fanfarra foi gentilmente deixado para o município pelo saudoso senhor Odilon de Oliveira, de Machado, sendo adaptado para os componentes da fanfarra juntamente com a confecção de novos uniformes em 2005.
O apoio do governo municipal continuou no decorrer dos anos. Prova disso é a aquisição de estantes para a Fanfarra em 2007 e a sua elevação à categoria de Banda Marcial, sendo criada e denominada pela Lei Municipal Nº. 380, de 25 de setembro de 2007, de Banda Marcial “Tom da Mata”, já que leva o nome da cidade por onde se apresenta.
Ainda em 2007, foi adquirido novo uniforme, sendo idealizado de acordo com as cores da bandeira municipal, com destaque especial para as cores que remetem ao café (folhas, flores e frutos), produto forte no município. 
O lançamento da Banda com uniforme novo se deu em 15 de novembro de 2007, durante o II Projeto de Educação Patrimonial, em São João da Mata.

Em seqüência à criação da Banda, foi feito o seu cadastramento na Secretaria de Estado de Cultura para que futuramente pudesse ser contemplada com a doação de novos instrumentos, o que aconteceu em janeiro de 2008, somando-se aos instrumentos existentes, outros 16 (dezesseis).
Até 2007 a Banda Marcial era composta dos seguintes instrumentos: 04 bombos fuzileiros, 04 surdos médios, 04 surdos grandes, 10 taróis, 02 jogos de pratos, 04 trompetes e 02 trombones. Somam-se a esses os outros 16 (dezesseis) ganhos da Secretaria de Cultura.
Entoando batidas fortes e destemidas, a Fanfarra se compõe dos seguintes recursos humanos: 15 balizas, 06 porta-bandeiras, 02 ajudantes, 01 instrutor e 41 componentes.

Enfim, essa é a história e a trajetória daquela que nasceu como fanfarra e, em decorrência do belo trabalho e esforço de todos os seus integrantes e do seu instrutor, mereceu sua elevação à Banda Marcial.
Que o nome dado, “Tom da Mata”, seja o tom da alegria, o tom da harmonia, da amizade, o tom que toca e sensibiliza os corações que apreciam a arte, numa eterna aproximação e identificação com o belo e a música.









Patrimônio Cultural
Bens Protegidos

O inventário é um instrumento de proteção previsto no artigo 216 da Constituição Federal. Seus efeitos, no âmbito do ICMS, constituem critério para o patrimônio cultural.

Diretrizes: A Divulgação do Inventário de Proteção do Patrimônio Cultural tem como finalidade atender aos princípios da Constituição Federal que diz, em seu artigo 37, que "A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência (...)".

Isso significa dizer que a listagem de todos os bens inventariados deverá ser divulgada conforme previsões do Plano de Divulgação do Inventário.

Meio de Denúncia

Com o objetivo de assegurar a proteção dos bens inventariados pelo município, a Prefeitura disponibilizou os seguintes canais, para que denúncias anônimas sobre ameaças aos bens possam ser realizadas pela comunidade.

E-mail: gabinete@saojoaodamata.mg.gov.br

Contato: (35) 3455-1122/ (35) 3455-1105

Endereço: Secretaria de Cultura e Turismo de São João da Mata- Rua Maria José de Paiva, 546, Centro, São João da Mata/MG, CEP: 37.568-000

     
 
   
Rua Maria José de Paiva, nº 546 - Centro
CEP 37.568-000
(35) 3455-1122
gabinete@saojoaodamata.mg.gov.br